março 02, 2002

TUDO COMEÇA DE NOVO....

E ai velhinhos? Acho que a faltança de assunto contaminou a mim tambem...

nao tenho o que dizer...

nada acontece comigo.

nem sem migo..

to indo nessa!

t+

fevereiro 28, 2002

LOOK MA, THE SUN IS SHINING ON ME...

...impatient, in love, and aching to be
could you believe in heaven
if heaven was all you had?


Não consigo mais ficar mal humorado... Mesmo querendo eu não consigo mais ficar triste...

Parece que o destino finalmente está olhando pra mim... O que ele diz? Num sei, mas vai saber?

Os desejos do Paul de que eu voltaria a ser criativo hoje ainda nao senti em mim..

Mas talvez funcione!

Ate lá!!!!!!!!!!!!!!!!

Abraços.

PS: the sun beaming, radiating
all the love we are creating
we are creating









fevereiro 26, 2002

I'm telling you how much I need and bleed for


Putz, minha cabeça precisa de uma limpeza. De uma formatada, na verdade.
Dia desses fiz um post tão bonito e tão esperançoso que qualquer suicida jogaria sua arma pela privada.
Pela Lei de Murphy, o Internet Explorer do demo Bill Gates deu pau e perdi tudo.

Ainda bem, porque eu passaria vexame com aquele post. Negaria tudo que escrevi por causa dos acontecimentos na minha vida agora. Nem me lembro, na verdade, o que de tão bom que escrevi.

Eu não durmo bem, não sinto fome (mal como uma refeição por dia, e tudo que como tem gosto ruim), não trabalho bem e todo mundo se liga.

Pra variar, sempre tem que ter um maninho com o poder na barriga pra foder sua vida.

Hoje ouvi um discurso - totalmente amigo, totalmente sincero, totalmente filho da puta, totalmente justo, totalmente injusto - que explodiu a pouca organização da minha cabeça. Mas acordei pra vida e vi que eu não sou nada na profissão. Ainda. Ser QI de alguém é uma merda, aliás, se eu pudesse eu matava quem teve a idéia do QI.
E daí que eu tô ganhando bem, fui contratada por uma coisa que eu MAIS QUERO na profissão (tirando o sonho "roteiros", que aqui no Brasil é sonho mesmo), mas não me deixam exercer porque eu não tenho experiência?

E meu sonho de mudar de casa em junho ESPERO que não tenha ido por água abaixo. Estou vendo preço de geladeiras ao mesmo tempo que procuro por cursos. Pelo que entendi, em fevereiro posso estar desempregada porque não botam fé em mim porque fui QI.

Eu não sei se eu mando essa merda de cultura brasileira à merda. (ficou linda essa)
Todo esse povo escroto e demagogo que aprende desde criança a jogar areia no olho do amiguinho pra fazer ele chorar. Esse povo machista que acha que uma mulher não entende e NUNCA vai entender de máquinas. Olha, não sou feminista - vocês dois me conhecem e estou pouco me fodendo se tem um monte de mulher querendo queimar seus sutiãs - mas no trabalho os homens acham que mulher é sinônimo de secretária e ponto final.

Na boa, entendo mais de computadores do que muita gente que trabalha comigo. Só não tenho tempo pra treinar o que eu gostaria. Aliás, nem tempo nem organização de vida. Por isso que quero sair de casa. Quero ter minhas responsabilidades, organizar meu tempo livro, aprender a matar barata e tudo que é preciso pra ser uma mulher adulta.

Mas parece que tudo se volta contra mim. Sem querer soar metida, mas eu confio muito em mim mesma e vou fazer todo IMPOSSÍVEL pra conseguir o que eu quero. Estou cansada da minha cara de boazinha, das minhas atitudes pensadas mil vezes pra não foder ninguém. A partir de agora, se estiver na minha frente pra me foder, eu atropelo mesmo.

Sempre dei a cara pra bater e não vai ser agora que eu vou desistir. Nem que minha cabeça exploda de tanto bater contra a parede.

Não sei se esse post vai enfurecer quem está lendo, mas ele representa toda a angústia que eu estou sofrendo.

Não é anti Brasil, nem anti machismo ou anti sei lá o quê.

Eu só queria que as coisas para as pessoas não fossem tão complicadas. Que elas tivessem um pouco mais de confiança no trabalho dos outros. Viver sabendo que você pode ajudar os outros a serem felizes dando uma oportunidade. Se não der certo, não deu, mas ao menos você tentou.
Será que eu peço muito?
Talvez amanhã eu leia tudo isso e ache ridículo, mas foda-se.



Últimas palavras:

You know I'm not dead I'm just the tears inside your head